BlogAlex, sed Alex

Ícone

quem faz yoga não bloga

Coca-Cola tem listras brancas!

Essa, eu não podia deixar passar. Jack White, do White Stripes (se eu não falo, hein?), anda ocupando o tempo livre não apenas com o Raconteurs, que é meio chatinho mas tem uma ou duas músicas legaizinhas (como "Intimate Secretary"), mas também produzindo jingles.

O jingle que Jack fez para um comercial da Coca-Cola é simplesmente maravilhoso. Veja e ouça aqui e depois me diga se consegue parar de clicar no "replay".

O comercial estreou na Austrália em abril. Meio antiguinho, eu sei, mas ainda assim não pude deixar de comentar.

Filed under: ads, música, Uncategorized

The Observer – I

No caminho para casa, numa avenida que divide duas cidades, uma Variant meio verde (estava escuro) ia, sem a menor pressa, à minha frente.

No porta-molas, uma frase espirituosa em bom caipirês: "É VEIA MAI TÁ PAGA" (sim, frase com caps lock!).

Isso, por sua vez, me relembrou de uma conversinha ouvida sem querer, juro!, no último sábado, quando eu saboreava o meu merecido chope no Fritz. Ei-la:

– Porque nem todo mundo é que nem nóis. Nego por aí financia em 200 vezes e não tá nem aí.

– Complicado…

– Aí passeia de carrão novo, mas ninguém sabe a pindaíba em que tá.

– É…

– Nóis não. Nóis financia em 26 meses…

A conversa ainda incluiu um cara que comprou um carrão importado todo mexido e o emprestou ao pai, um manobrista no Guarujá, que se envolveu num acidente. Pela lógica dos interlocutores, o pecado do rapaz era ser filho de manobrista e ter carro importado.

Depois, um dos brilhantíssimos rapazes contou como funciona a linha de montagem da Mercedes-Benz. Mas no meio da explicação o meu camarada voltou do Badezimmer, e continuamos no chope e na nossa conversa, que nem de longe foi tão divertida aos outros quanto foi para nós, ao contrário da conversa dos brilhantíssimos.

Filed under: comportamento, The Observer, Uncategorized

Toque de recolher

A violência chegou até no interior. Se você não mora em SP, ou mesmo não mora no Brasil, saiba que o PCC — Primeiro Comando da Capital, uma entidade do crime organizado — anda tocando o terror em solo bandeirante desde a última sexta-feira,  de maio. Tudo porque a Polícia resolveu transferir alguns chefes da entidade para Presidente Venceslau, que, para quem mora na capital, ou num raio de 200km dela, é o mesmo que o fim do mundo.

Fui trabalhar, mas fui instruído a voltar para minha casa. Tiroteio no terminal urbano, bombas em postos da Guarda Municipal, lojas fechando as portás no meio da tarde, garotada dispensada da aula.

O UOL informa 81 mortos; Marcelo Tas compara SP a Bagdá, enquanto o 'nosso' Juca Kfouri diz que SP está pior que a Faixa de Gaza.

Filed under: comportamento

maio 2006
S T Q Q S S D
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031