BlogAlex, sed Alex

Ícone

quem faz yoga não bloga

“Vim entregar o pedido”

O leitor provavelmente já viu aquele comercial do Mercado Livre, em que o rapaz coloca o próprio beijo para vender. Uma tremenda de uma gatinha vê, compra, e o rapaz vai lá na casa da moça "entregar o pedido".

De fundo, rola uma música para lá de doce.

Someone is there, waiting for my song
I´m only looking for someone who sings along

When all my dreams, finally reach yours

we will uprise and maybe find our true love,

We will uprise and maybe find our true love

A música foi composta especialmente para o comercial, algo muito comum hoje em dia. Pela internet, nos fóruns e blogs, é possível ler um sem fim de gente perguntando pela canção. Teve até um sujeito que teve a manha de telefonar para a agência que tem a conta do Mercado Livre. Os caras da agência gostaram tanto da persistência do rapaz que enviaram o jingle a ele.

É possível ouvir a música aqui. Como o leitor pode perceber, o comercial não foi feito originalmente no Brasil.

Anúncios

Filed under: ads, música, tv

Ah, a juventude…

Na segunda, dia 17, acordei cedinho para ouvir "Rather Ripped", novo CD da banda nova-iorquina Sonic Youth. As músicas vazaram para a net, fui avisado por um amigo e deixei o comp baixando os mp3 durante a madrugada. Um dos users me baniu, inclusive.

O nome, "Rather Ripped", combinaria mais para um CD do Pavement. Ou, pior, um disco solo do Humberto Gessinger em inglês. Antigamente, eu costumava dizer que o melhor disco do Sonic Youth é aquele que estiver tocando. Mas desde o "Experimental…" (não, não vou escrever "Experimental, Jet Set, Trash And No Star", o título é grande demais) que eu coloco o disco deles para tocar, seja no CD player ou no WinAmp, e fico esperando pelo estouro… que nunca vem.

Nem estou falando de "Dirty" ou "Goo". Não espero refrões grudentos ou gritados ou riffs apaixonantes. Mas, do Sonic Youth, não se pode mais esperar, digamos, uma nova "Teen Age Riot". Nem "Trilogy".

Fale com seus amigos, eles irão te dizer que esse é o disco recente mais legal. Assim como disseram isso de "Washing Machine". E de "A Thousand Leaves". E de "NYC Ghosts And Flowers". E de "Murray Street"…

Volto para "Experimental…". Nunca mais, desde este disco, o SY chegou lá. E não faltou chance e/ou oportunidade. Nos últimos 12 anos, a banda tem lançado discos chochos que mais parecem ácido baiano — faz efeito e dá um certo barato, mas demora.

"Rather Ripped", alguns dirão, é como um novo "Washing Machine". Com seus momentos de "A Thousand Leaves" e um pouco, mas muito, muito pouco de "Candle" do "Daydream Nation".

Barulhinhos light. O ouvinte pode se perguntar por que eles têm tantas guitarras se os timbres soam tão iguais. Acho que foi o Lúcio Ribeiro que uma vez descreveu o Sonic Youth como "barulho extremo, doçura extrema". O barulho se diliu, a doçura ficou um pouco amarga.

Filed under: música

agosto 2019
S T Q Q S S D
« jul    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031