BlogAlex, sed Alex

Ícone

quem faz yoga não bloga

E o uniforme falhou… Espanha é mais uma prova de que camisa não ganha jogo.

Brilhante foto do site elpais.es

Brilhante foto do site elpais.es

Com três alterações em relação à equipe que enfrentou o Brasil, e perdeu, os surpreeendentes americanos despacharam a superfavorita Espanha ao anotar uma vitória por 2×0 nesta quarta em Bloemfontein, África do Sul, pela Copa das Federações.

Os gols foram marcados por Altidore, aos 26min do primeiro tempo, e Dempsey, aos 28 do segundo. Com o resultado, os EUa colocam um ponto final na série de 35 partidas invictas da Espanha, e impedem os europeus de sangue quente de aumentar o recorde de vitórias consecutivas – 15, estabelecido no último sábado com vitória diante do país anfitrião.

Os espanhóis, que davam como certa a vitória sobre os EUA e consequente ida à final, estavam preocupados demais com o Brasil, o mais forte candidato à final pelo outro lado da chave da competição, que talvez tenham se esquecido que os ianques, embora de forma bem pragmática, também sabem jogar futebol.

Agora, resta à Espanha uma nova preocupação: não manter a escrita de sempre ser considerada favorita e desapontar com eliminações precoces.

Ficha do jogo

Espanha: Casillas; Sergio Ramos, Pique, Puyol e Capdevila; Xavi, Xabi Alonso, Riera (Mata) e Fabregas (Cazorla); David Villa e Fernando Torres.
Técnico: Vicente Del Bosque.

Estados Unidos: Howard; Spector, Onyewu, Bocanegra e DeMerit; Dempsey (Bornstein), Bradley, Clark e Donovan; Davies (Feilhaber) e Altidore (Casey).
Técnico: Bob Bradley.

Gols: Altidore, aos 26min do primeiro tempo; Dempsey, aos 28min do segundo tempo

Anúncios

Filed under: futebol, uniformes de futebol, , , ,

Muricy não é mais o técnico do São Paulo. E agora?

Confirmada a demissão do técnico Muricy Ramalho nesta sexta-feira, 19 de junho, após mais de três anos de trabalho, o Tricolor Paulista fica agora num dilema: quem contratar?

A megalomania típica tricolor talvez pense em cooptar os comprometidos Mourinho (Inter de Milão, ITA), Zico (RUS) ou mesmo os caseiros Tite e Autuori. Sem descartar Felipão, claro. Bernardinho, José Roberto Guimarães, Oleg Stapenko e Phil Jackson seriam soluções à la Washington Olivetto, mas este é corintiano.

Analisarei opções mais realistas:

Troca: vai Muricy, vem Luxemburgo.

Disponíveis no mercado: Leão e Renato Gaúcho (meio sério, meio zoeira. Há humor neste blog, lembre-se). Abel Braga, Frank Rijkaard.

Comprometidos ou quase: Dorival Jr, Wagner Mancini, Oswaldo de Oliveira, Cuca (felizmente ainda não caiu no Flamengo, caso contrário seria o nome da vez), Paulo Vinicius Coelho, Neto, Mário Sérgio.

A minha opinião é que nenhum destes emplaca. Senão, vejamos: com curriculum nada invejável em mata-mata , Muricy tem sido insuperável nos longos e aborrecidos campeonatos de pontos corridos. Quem entrar não vai conseguir igualar a marca muriciana de três títulos em sequência. Esperar que alguém a supere, no mesmo clube e num futuro muito próximo, é um delírio surreal até mesmo para os majestosos sãopaulinos.

Então, resta ao SPFC fazer uma aposta. Seja com Zetti, que já tem uma carreira de técnico – iniciante, mas tem-, seja criando um novo nome, assim como faz com jogadores: vai buscar nas categorias de base. Se os técnicos destas, Vizolli e Zé Sérgio, ainda são um tanto crus para o time principal, mesmo caso do atual auxiliar e técnico interino Milton Cruz, só resta ao Tricolor promover seu maior ídolo dos últimos tempos e proclamar Rogério Ceni como novo técnico.

Teria um impacto positivo, em jogadores, na torcida e na imprensa, e garantiria um recomeço sem tanta pressão e cobrança. Sem falar que é muito melhor do que trazer, por exemplo, o Vadão.

Filed under: futebol, , , ,

Desclicherama: Corinthians 2 x 1 São Paulo

Ok, o Corinthians venceu, houve várias decisões polêmicas da arbitragem. Mas o principal é: o resultado foi injusto?  Responda-me com sinceridade e, então, acredito que a arbitragem fica em segundo plano. 

Mas vamos a ela, a arbitragem. 

Ronaldo fez uma falta feia em André Dias e poderia ter sido expulso. Não foi, recebeu amarelo e está ok. 

Gostei do comentário de Mauro Cezar Pereira, na ESPN: “Ronaldo deveria ter sido expulso, mas está para nascer o árbitro que vai ter peito de tirar o Ronaldo de um jogo, ainda mais nos primeiros minutos”. 

Miranda estava centimetricamente em impedimento, nem árbitro nem auxiliar tem culpa. O empurrão, aí sim, foi erro do árbitro. 

André Dias mereceu ser expulso. Se não pela intenção, pela imprudência. Que trombada bisonha!

Rogério não falhou nos gols. Nem Jorge Wagner (sorry, PVC). Ele, JW, e Hernanes levam mais tempo para entrar em forma. Ano passado foi assim. Logo é injusto esperar deles um vigor total – e uma marcação impecável ao lado da criação das jogadas. Ok, no jogo em questão não fizeram nada disso. 

 

Cristian ter erguido os dedos médios para uma torcida organizada foi muito mais legal do que Miranda ter feito a saudação da mesma organizada. Claro, mandar a torcida (organizada) adversária para aquele local é muito mais fácil do que fazê-lo para a torcida de seu time, mas não sejamos tão rigorrosos. Tinha gente boa, pai de família, crianças? Cristian não fez o gesto para esses, certamente não. Foi uma atitude mal-educada? Às vezes, é preciso. 

Entrevista de técnico no pós-jogo normalmente é chata mesmo, mas custa alguém do clube dar umas dicas? “Não vou falar sobre arbitragem, mas o Ronaldo deveria ter sido expulso” ou “agora é a hora de falar sobre o árbitro, já que não há nenhuma pressão”(!!). Se não vai falar a respeito, ignore o assunto. Se não quer pressionar, espere acabar o campeonato – ou, pelo menos, a semifinal. 

Isso me lembra o Jorge Kajuru, que passava 90% do tempo de seu programa na Band falando que não ia comentar certo assunto.

Filed under: desclicherama, futebol, , ,

outubro 2019
S T Q Q S S D
« jul    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031